A Polêmica História de Aleister Crowley: O Mago Multifacetado!

Historia da Magia

Aleister Crowley (cujo nome de nascimento era Edward Alexander Crowley) foi um ocultista britânico, nascido em 12 de outubro de 1875, em Royal Leamington Spa, e falecido em 1 de dezembro de 1947, em Hastings. Ele ganhou destaque como membro influente da Ordem Hermética da Aurora Dourada e se tornou conhecido por suas contribuições à doutrina chamada Thelema, que alguns veem como uma filosofia. Crowley também desempenhou papéis essenciais na fundação da A∴A∴ e posterior liderança da O.T.O.

Para além de suas atividades esotéricas, Crowley era um homem multifacetado, com talentos em poesia, escrita, magia, alpinismo, xadrez, artes e muito mais. Sua vida foi repleta de aventuras e polêmicas, enquanto ele buscava desafiar os valores morais e religiosos de sua época, enfatizando a liberdade individual e espiritual com base no principal lema thelêmico: “Faze o que tu queres, há de ser tudo da Lei”.

O mago recebeu notoriedade durante sua vida, sendo até apelidado pela imprensa britânica como “O homem mais ímpio do mundo”. Suas obras sobre magia e misticismo, incluindo o Livro da Lei, tornaram-se importantes para os thelemitas e influenciaram inúmeros escritores, músicos e cineastas ao longo dos anos.

As complexidades da mente de Crowley, que combinavam elementos de Nietzsche e Rabelais com uma estética egípcia e um senso de humor peculiar, tornavam seus escritos intrigantes e, por vezes, desafiadores de entender completamente. Ele apreciava brincar com o leitor, muitas vezes incluindo referências obscuras que podiam dificultar a compreensão de suas obras.

Ao longo de sua vida, Crowley explorou intensamente o esoterismo, o misticismo e a magia, e sua prática religiosa frequentemente envolvia rituais sexuais, mas negava o envolvimento em sacrifícios humanos. Sua visão de mundo era fundamentada na crença em aeons, fases espirituais comandadas por diferentes entidades, como o Deus criança Hoo-paar-kraat.

Ainda que seu legado seja objeto de debate entre estudiosos, é inegável que Aleister Crowley deixou uma marca indelével na história do ocultismo ocidental e influenciou uma ampla gama de pessoas, desde escritores e músicos até praticantes de esoterismo.

A vida de Aleister Crowley foi repleta de eventos controversos e misteriosos. Desde jovem, ele demonstrou interesse por assuntos esotéricos e místicos, e sua busca pelo conhecimento o levou a envolver-se com a Ordem Hermética do Amanhecer Dourado, como comentamos anteriormente, onde deu início à sua carreira como místico aos 23 anos.

Em 1904, durante sua lua de mel no Egito com sua esposa Rose Edith Kelly, Crowley afirmou ter entrado em contato com uma entidade chamada Aiwass, que teria ditado a ele o Livro da Lei. Esse evento marcou o início da religião Thelema, cujo lema central era “Faça o que você quiser”. A Thelema defendia a existência de diferentes aeons, cada um comandado por uma entidade espiritual específica.

Ao longo de sua vida, Crowley continuou a explorar o ocultismo e a magia, e suas práticas frequentemente envolviam rituais sexuais e o uso de drogas para alcançar estados espirituais mais elevados. Esses aspectos de sua vida pessoal contribuíram para a reputação controversa que o cercava, especialmente na sociedade conservadora da época.

O mago também empreendeu tentativas para evocar os deuses romanos Júpiter e Mercúrio à vida. Novamente, os rituais envolviam o uso de sangue de animais, substâncias psicoativas e prolongadas atividades sexuais, meticulosamente detalhadas em seus diários e posteriormente publicadas em forma de livros. No entanto, seus parceiros dessa época, que viviam em Paris, acabaram se afastando dele.

Em sua residência na Escócia, conhecida como Casa Boleskine, Crowley buscou contato com seu anjo da guarda por meio de um ritual extremamente peculiar: invocar e neutralizar 12 demônios, durante seis meses de completa abstinência. Porém, esse ritual foi interrompido pela necessidade de viajar a Paris. Desde então, a casa foi marcada por tragédias, mesmo após ser vendida em 1913. O major Edward Grant, proprietário nos anos 1960, acabou por cometer suicídio na mesma cama onde Crowley costumava dormir. Jimmy Page, guitarrista do Led Zeppelin, também foi proprietário, mas evitava dormir no local devido ao medo. Em 2015, o lugar pegou fogo misteriosamente, alimentando rumores e mistérios, e hoje se encontra em ruínas.

A natureza de Crowley era contraditória. Até hoje, estudiosos debatem se ele era ateu, monoteísta ou politeísta. No entanto, é incontestável que ele flertou com o satanismo e abordou temas de magia negra em suas obras.

 

Nota: A Magia é neutra, quem manipula, quem faz os ritos, quem utiliza essa ferramenta poderosa somos nós, por isso é necessário ter máxima responsabilidade e conhecimento para mexer com as forças da natureza, fazer os ritos, feitiços e as práticas mágicas. 

 

Você tem interesse em ter um toque de magia (ou melhor, mais resultados) no seu negócio online?

 

CURSO DE MARKETING DIGITAL:

https://tecnologiamistica.com/curso-de-marketing-digital/

  

CONTRATE UM SOCIAL MEDIA:

https://tecnologiamistica.com/servicos/  

 

POLARIS: ESTRATÉGIA DE INSTAGRAM 

https://tecnologiamistica.com/estrategia/

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *